all about me...:

site

livejournal

flickr dccplay

flickr dccplay2

blip.fm

tumblr

soundcloud

domingo, setembro 30, 2012

Sobre anedotas terríveis

Lembro-me de uma (única) vez ter jogado, por disquete, em casa de um primo mais velho, uma espécie de sucedâneo do Simcity e precursor do Sims (não me lembro é do título): simulava o quotidiano e rotinas do jogador como um adulto naqueles aspectos em que, uma criança (no meu caso, de 8 ou 9 anos, no máximo) - e no chamado e/ou suposto tempo das vacas gordas - poderá nem sempre pensar ou imaginar: o trabalho (/emprego), as despesas (/contas), etc etc. Não me lembro de muito do jogo em si, a não ser de duas ou três imagens dos gráficos, disto que já disse, e de, por falta de experiência, ter demorado menos de dez minutos até "conseguir" ficar sem dinheiro para comprar sequer roupinha, e ver o meu boneco vestido com um barril ou um saco de batatas, ou lá o que era.
Lembro-me agora da fotografia de um cartaz numa das recentes Manifestações - "Com este Governo, trabalhar, casar e ter filhos, só no Sims 2" - qualquer coisa assim; e a propósito destes tempos de vacas magras, podridões, barbaridades políticas, sociais e económicas, em Portugal (e não só), aquele jogo de vídeo, entre outras coisas, torna-se ou tornou-se uma anedota terrível.
Para quem conseguir rir enquanto chora. Ou assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue