all about me...:

site

livejournal

flickr dccplay

flickr dccplay2

blip.fm

tumblr

soundcloud

terça-feira, agosto 14, 2012

Textos Correntes #18


Da balaustrada da praia, da adoração à veneração; ao desmoronar da terra nos sentidos - à súplica determinada, constante, alimentando-se só de si mesma, agarrada a um punhado de erva e raízes desfeitas. Mordê-las, trinca-las, mastiga-las.

Na rudimentaridade ciosa de um desespero encantado, a sugar, a mascar, a mastigar, a trincar, a morder, o gesto omnívoro pelo ruminante – e o renascimento contínuo, dos dentes na gengiva, cravados a puxar as entranhas no gesto abandonado no mármore da balaustrada.

A observação emocionada e demorada dos cavalos a emergir da água escura, e depois a vogar pela arena como nos sonhos mais antigos. Perdemos o tempo. O girar do sol até ao anoitecer, e permanecer renascimento - na heresia do romantismo perante o manto de pontos cintilantes, que destapa os sonhos, intangível.

Incansável.

Não tentes vento, manso vento que vens de cima, arrefecer o que resta do corpo. Resistente e perene, admirando. Desejar. Arder. Ascender.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue